Pelo menos 50 motoristas e monitores, que trabalham no transporte escolar de crianças e adolescentes da rede pública estadual de educação, passaram por uma capacitação em primeiros socorros, nesta segunda e terça-feira, em Rio Branco.

A iniciativa é da Fundação Escola do Servidor Público do Estado do Acre, a Fespac, com o apoio do Corpo de Bombeiros, a pedido da Secretaria de Estado de Educação e Esporte do Acre, a SEE, onde esses profissionais estão lotados. No final da tarde desta terça-feira, eles receberam os seus certificados de conclusão, em cerimônia na Escola do Servidor Público.

Trata-se do primeiro curso da Fespac de 2017, e nesta primeira etapa, foram capacitados todos os motoristas e monitores dos ônibus escolares que operam nas zonas rurais de Rio Branco, de Porto Acre e de Senador Guiomard.

Por 16 horas, o sargento João Luiz Gonzaga, especialista em técnicas de primeiros socorros, ministrou aos trabalhadores técnicas de como estabilizar, de como lidar com fraturas e como retirar vítimas de um eventual acidente do ônibus escolar, evitando mais danos aos feridos até a chegada dos profissionais socorristas.

“É um aprendizado para a vida toda. Aqui, aprendi técnicas, como por exemplo, de colocar o colar cervical numa pessoa que eu jamais saberia fazer se não tivesse sido treinado adequadamente”, comemora Luciano Duarte, de 32 anos, motorista da linha da comunidade Barro Vermelho, onde atende cerca de 50 estudantes da escola Jorge Kalume.

Aliás, o curso é uma das muitas metas da Coordenação do Transporte Escolar da SEE visando mais qualidade aos serviços prestados em 2017.

“Sabemos que não é fácil o que esses trabalhadores fazem, muitos deles trabalhando de segunda a segunda por conta das atividades escolares extraclasses que acontecem na zona rural”, frisa Silvia Mendes, chefe da Coordenadoria de Transporte da SEE. “Muitas vezes, eles acordam cedo e só vão largar o serviço quando a última criança é entregue com segurança em seu lar”, completou a gestora.

Para o major James Clei Carvalho, diretor de Ensino do Corpo de Bombeiros da Polícia Militar do Estado do Acre, “os conhecimentos assimilados serão importantes para a vida toda”. “Vocês agora têm algo precioso, que é saber preservar a vida”, lembrou o oficial.

Segundo a professora Heloísa Oliveira Pantoja, presidente da Fundação Escola do Servidor Público do Acre, o curso de primeiros socorros foi o primeiro a ser requisitado à Fespac na área de saúde, portanto, pioneiro, já que comumente, a demanda é para a área comportamental.

“O esforço deles, de mesmo no recesso de janeiro, quando estariam descansando, quererem se aperfeiçoar, me faz validar o entendimento de que a escola [do Servidor] cumpre o papel dela, que é o de formar nossos trabalhadores”, ressaltou Pantoja.

De acordo com a SEE e com a Fespac, ainda para este ano, o mesmo curso será oferecido aos motoristas e monitores dos municípios da região do Vale do Juruá. Em todo o estado, eles são poucos mais de 200 profissionais.