Alguns órgãos públicos foram alvo de ataques durante o final de semana em algumas cidades acreanas. Bandidos atearam fogo contra a sede do 3° Conselho Tutelar de Rio Branco, no bairro Cidade Nova, no Segundo Distrito da cidade, na madrugada de domingo (22).

O fogo atingiu a porta e a grade do local e não se alastrou por conta que policiais passavam no momento em que o grupo jogou um coquetel molotov, porém, o grupo fugiu tomando rumo ignorado.

Em Senador Guiomard, distante 24 km da capital, três pessoas foram presas com garrafas de coquetel molotov. De acordo com a polícia, um deles confessou que a intenção era atear fogo em um dos prédios do Ministério Público do Acre. Eles foram encaminhados à Polícia Civil, que deve investigar o caso.

Em Brasileia, distante cerca de 220 km de Rio Branco, o alvo foi o Centro Especializado de Assistência Social (Creas) da cidade. O Corpo de Bombeiros foi acionado. No local, foram encontradas duas garrafas pet com vestígios de gasolina.

O bombeiro disse que os danos não foram maiores por conta do forro da sede ser de PVC. Embora tenha sido encontrados materiais com vestígios de gasolina, a administração do órgão deve solicitar uma perícia para esclarecer se o incêndio foi criminoso ou não.

Uma tentativa de incêndio também foi registrada em Sena Madureira, distante 144 km da capital Rio Branco. O alvo foi o prédio do Instituto Chico Mendes para preservação da Biodiversidade (ICMbio), localizado próximo à Fundação Amigos da Amazônia. O Corpo de Bombeiros foi acionado, mas ao chegar no local a situação já se encontrava controlada.

De acordo com informações dos Bombeiros, infratores teriam jogado um artefato em chamas dentro do prédio. Oo vigia de plantão deu definição do sinistro e evitou a propagação do incêndio. “Segundo consta, os autores teriam colocado combustível dentro de uma garrafa, outros materiais inflamáveis, atearam fogo na garrafa e a jogaram dentro da sede do ICMbio. Não fosse a intervenção do vigia, o pior teria acontecido”, disse o sargento dos Bombeiros, C. Queiróz.

Homens do Corpo de Bombeiros na noite deste domingo (22), foram acionados para apagar um incêndio, que teria iniciado no box da Polícia Militar, que ainda está em construção no conjunto habitacional Cidade do Povo, segundo distrito de Rio Branco.

Populares acionaram a polícia através do Centro Integrado em Operações e Segurança Pública ( CIOSP) e informaram terem visto um homem caminhando próximo ao local onde ocorreu o sinistro com uma garrafa aparentemente com gasolina antes do incêndio.

Um patrulhamento foi realizado pela área, mas ninguém chegou a ser preso. As chamas foram controladas pelo Corpo de Bombeiros a tempo de evitar grandes estragos a construção. O caso será investigado pela Polícia Civil
Ainda na noite deste domingo, a casa de um policial militar localizada no bairro Morada do Sol foi alvo de disparos.

Segundo o informado a polícia, a casa estava com a porta aberta, a mãe e a irmã do policial estavam sentadas no sofa da sala e por pouco não foram atingidas. Foram cerca de 12 a 15 disparos.

Policiais militares foram acionados para dar um apoio, fizeram rondas pelo local e áreas adjacentes porém, ninguém chegou a ser preso, suspeito pelo atentado.

A suspeita é que as tentativas de incêndio tenham sido praticadas por membros de facções criminosas que querem pressionar o sistema de segurança a atender a uma série de pedidos.